Clínica da Pele Menu

Doenças da pele

A pele é o maior órgão do seu corpo, ela o protege contra bactérias e vírus e regula a temperatura do corpo. Várias doenças de pele que irritam, obstruem ou a inflamam podem causar sintomas como vermelhidão, inchaço queimação e coceira.

Existem algumas doenças mais comuns e conhecidas dentre elas são:

ACNE

Os poros (pequenos orifícios na pele) se ligam às glândulas por um canal chamado folículo. Estas glândulas fabricam uma substância chamada sebo. Quando o folículo de uma glândula na pele entope, uma espinha cresce. Acne é uma da doenças de pele mais comuns; estima-se que 80 por cento de todas as pessoas tenha acne em algum momento da vida. O tratamento precoce é a melhor maneira de evitar cicatrizes.

ALOPECIA - QUEDA DE CABELO

Toda a alteração que afete o couro cabeludo e os cabelos de uma pessoa, e altere a sua aparência física, pode ter um impacto importante sobre a sua auto-estima e a sua personalidade. A perda de cabelos pode ter sérias conseqüências emocionais, tanto para homens como para mulheres. 

A perda de cabelos, ou alopecia, é conseqüência de alterações no folículo piloso. Se as alterações forem transitórias e não destrutivas da matriz capilar, ocorre um novo crescimento. Se as alterações provocam destruição da matriz capilar, resultam na formação de escaras (feridas), ou atrofia, produzindo alopecia permanente.

O assunto é muito complexo e extenso, havendo diversas causas para a queda de cabelos. Alguns processos ocorrem como resposta dos cabelos a muitos tipos diferente de estresse e doenças afetando todo o couro cabeludo, com queda de cabelo generalizada. Paciente nota a perda aumentada na escova ou pente, e durante a aplicação do xampú ou creme rinse. A perda varia de menos de 100 a mais de 1000 fios por dia Se o estresse não for repetido, o recrescimento completo, espontâneo, se dará, invariavelmente, dentro de poucos meses.Características

Cada patologia tem uma série de características próprias que ajudam a investigação para chegar ao diagnóstico. Uma vez diagnosticada a causa, faz-se o tratamento adequado, que pode ser por laser capilar, medicamentos e produtos tópicos, medicação via oral e por intradermoterapia método inovador que consiste na introdução, através de injeções no couro cabeludo, de substâncias que vão tratar a queda de cabelos e estimular o crescimento de novos fios.
Considerando que a queda dos cabelos é dependente das concentrações locais de DHT, é lógico que se empregue, por via intradérmica, substâncias que bloqueiem a formação da DHT diretamente no couro cabeludo.

RESULTADOS DA INTRADERMOTERAPIA

 

O uso da finasterida por essa via reduz a DHT em aproximadamente 70% após 10 sessões. Após 4 meses de tratamento obtém-se uma ótima repilação, ou seja além de reduzir a queda voltam a crescer fios nas área tratadas. Também são associadas substancias que melhoram a circulação no couro cabeludo e agentes antiseborréicos.Em geral realiza-se 10 sessões com intervalo de 1 semana seguidas de 5 sessões com intervalo de 15 dias e depois aplicações de manutenção mensais.

A intradermoterapia pode ser utilizada isoladamente ou combinada a tratamentos por via oral ou tópica.

ECZENA

Também conhecida como Eczema Atópica ou dermatite atópica, é uma das doenças de pele cujos sintomas mais comuns são pele seca e coceira, erupções cutâneas na face, no interior dos cotovelos, atrás dos joelhos e nas mãos e nos pés. Atualmente, não há nenhum teste para diagnosticar o eczema, por isso os médicos dependem de informações sobre você e sua família e não há cura. É mais comum em crianças e é hereditária.

PSORÍASE

Causa descamação e inchaço porque inflama a pele e é hereditária. A maioria psoríase provoca manchas, vermelhidão na pele com escamas prateadas. Essas manchas podem coçar ou sentir dor. Eles são encontrados frequentemente nos cotovelos, joelhos, unhas, couro cabeludo, costas, rosto, palmas das mãos e solas dos pés e não é contagiosa. A psoríase pode ser difícil de diagnosticar porque pode parecer com outras doenças de pele. O médico precisar olhar para uma pequena amostra de pele sob um microscópio. O tratamento depende da gravidade da doença, o tamanho das manchas de psoríase, o tipo de psoríase, e como o paciente reage a certos tratamentos. Tem como controlar mas não há cura para esta doença.

CÂNCER DE PELE

Sendo o tipo mais comum de câncer. Existem três tipos principais de câncer de pele: Carcinoma basocelular, Câncer de células escamosas e Melanoma.

O câncer de pele pode ser difícil de detectar e diagnosticar. Isso é porque muitas vezes se desenvolve como apenas uma simples mudança na sua pele. Você pode notar uma ferida que não cicatriza. Você também pode notar manchas ou inchaços anormais, que podem aparecer levantadas, brilhantes, firmes e estranhamente coloridas, tais como violeta, amarelo ou azul.

Tratamentos para câncer de pele são mais bem sucedidos quando o câncer é detectado precocemente, especialmente antes que se espalhe para outros órgãos, em um processo conhecido como “Metástase.” É mais provável que cresça e se espalhe para os tecidos e órgãos próximos, se não for detectado e tratado precocemente.

ROSÁCEA

Provoca vermelhidão na face, pequenas linhas vermelhas sob a pele, olhos inflamados, pálpebras, nariz inchado e uma pele mais grossa. Muitas coisas parecem piorar a rosácea, como o álcool, muito exercício, temperaturas altas e baixas, alimentos picantes, stress, e luz solar. Não existe cura para a rosácea, mas pode ser tratada e controlada.

Outras dúvidas marque uma consulta com seu médico.

Fonte: Dermatologia.net; Derme.org; ABC da saúde, acessados em 20/02/2017

  • Doenças da pele