Clínica da Pele Menu

Eletroterapia

O QUE É A ELETROTERAPIA?

A Eletroterapia consiste no uso de correntes elétricas dentro da terapêutica. Os aparelhos de eletroterapia utilizam uma intensidade de corrente muito baixa, são miliamperes e microamperes.Os eletrodos são aplicados diretamente sobre a pele e o organismo será o condutor. Na eletroterapia temos que considerar parâmetros como: resistência, intensidade, voltagem potência e condutividade.

Os equipamentos atuais empregam diferentes tipos de correntes, onde o aparelho emite a energia eletromagnética que é então conduzida através de cabos condutores até os eletrodos que ficam aderidos à pele do paciente. Outras formas incluem a utilização de agulhas ao invés de eletrodos, sendo este emprego mais reservado ao uso para terapia estética ou para métodos diagnósticos.

Existe uma diversidade de correntes que podem ser utilizadas na eletroterapia, cada qual com particularidades próprias quanto às indicações e contraindicações. Mas todas elas tem um objetivo comum: produzir algum efeito no tecido a ser tratado, que é obtido através das reações físicas, biológicas e fisiológicas que o tecido desenvolve ao ser submetido à terapia.

COMO FUNCIONA A ELETROTERAPIA?

Promover reações bioquímicas e fisiológicas em nível celular através do uso de correntes elétricas. Esse é o objetivo da eletroterapia. A partir de aparelhos específicos (que produzem baixíssima intensidade de corrente com auxílio de eletrodos) de acordo com cada tipo de tratamento (estéticos ou medicinais), estímulos são provocados no corpo. Mas, os resultados vão sendo atingidos, aos poucos, já que se trata de um processo.

QUAIS OS PRINCIPAIS BENEFICIOS DA ELETROTERAPIA?

  • Controla dores
  • Fortalece os músculos
  • Previne atrofiamento
  • Diminui espasmos musculares e edemas
  • Auxilia na cicatrização
  • Elimina fungos e bactérias

Outras dúvidas marque uma consulta com seu médico.

Fonte: Fisioterapia.com e Revista eletronica R7; Acessados em 20/02/2017.

 


 

  • Eletroterapia